Meetup em Lisboa

Meetup em Lisboa apresenta oportunidades de internacionalização de startups catarinenses

Evento no hub Beta-i reuniu empreendedores, investidores, representantes de entidades portuguesas e apresentou cases que estão usando Portugal como porta de entrada para o mercado europeu

 

Startups catarinenses terão cada vez mais oportunidades de iniciarem suas experiências de internacionalização usando Portugal como plataforma para acessar o mercado europeu. Em evento nesta segunda, 4 de novembro, no principal hub de inovação de Lisboa, o Beta-i, empreendedores de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul conheceram algumas iniciativas e cases de sucesso que estão atraindo startups para terras lusitanas. O encontro foi uma organização do programa StartupSC, do Sebrae de Santa Catarina, com o apoio da Beta-i e do StartupRS, do estado gaúcho, e abriu a semana de atividades da missão catarinense que participa do Web Summit, principal conferência de tecnologia da Europa. 

Instituições como o Startup Portugal, grupos de investidores como RedAngels e Core Angels Atlantic e consultores como foco em internacionalização estiveram na programação do evento, ao longo do dia 4. O hub de inovação e empreendedorismo Beta-i, que ocupa um prédio na região central de Lisboa, recebeu o evento e apresentou as oportunidades e iniciativas que aproximam startups portuguesas e globais, investidores e grandes empresas. A Beta-i já conta com uma operação em São Paulo, sob a liderança da CEO no país, Renata Ramalhosa, que abriu o evento. "Santa Catarina é um dos grandes ecossistemas do Brasil e a Beta-i quer se manter próxima deste ambiente. Hoje representou o início de uma grande parceria e de um ciclo de cooperação entre Portugal e o estado", destacou Renata. 

A Beta-i iniciou sua operação há 10 anos e atualmente operam mais de 26 programas de open innovation com grandes empresas baseadas em Portugal, além de contar com ambientes e iniciativas que já aceleram mais de 900 startups, coworking, projetos de business innovation, entre outros. Presente no evento representando o Governo de Santa Catarina, o secretário de Desenvolvimento Econômico e Sustentável, Lucas Esmeraldino, iniciou articulações para aproximar os dois ecossistemas, com o apoio do Sebrae Santa Catarina. O superintendente da entidade que mantém o StartupSC, Carlos Henrique Fonseca, acredita que esta proximidade trará benefícios para ambos os países. "Queremos construir parcerias tecnológicas entre os países. Portugal poderá ter cada vez mais acesso a um mercado de mais de 200 milhões de consumidores brasileiros, ao mesmo tempo que se apresenta como uma forma de entrada de startups no continente europeu", destacou. 

 

Cases catarinenses 

O meetup de internacionalização apresentou também cases de empresas catarinenses que já estão baseadas em Portugal. A Neoway, empresa de big data aplicada a negócios, participou de um painel para apresentar como iniciou sua operação em terras lusitanas, com a presença do COO da empresa no país, João Ricardo Bornhausen. Já a startup Size Bay, de Joinville, uma plataforma de provador virtual para e-commerce, compartilhou com os presentes a trajetória recente da empresa, que acaba de abrir uma operação na cidade de Coimbra, dentro da incubadora IPN. 

Em 2018, o CEO da startup, Janderson Araújo, participou do Web Summit a convite da Apex e do Start Out Brasil. A presença no evento permitiu que se conectasse a mais de 15 potenciais investidores do movimento de internacionalização da empresa, além de terem conhecido vários ecossistemas e ambientes que poderiam auxiliar no projeto de entrar no mercado europeu por Portugal. Atualmente a empresa já conta com colaboradores em Portugal com foco no desenvolvimento de novos negócios no continente europeu. Além de Janderson, o diretor de atendimento Marcelo Bastos, que há dois meses já vive em Portugal, compartilharam os desafios, dificuldades e as oportunidades que este movimento trouxe para a startup. 

"A programação do evento desta segunda foi muito bem montada e nós, empreendedores, passamos a contar com um playbook completo para trazer a empresa para Portugal",  completou Santiago Edo, CEO da Reviewr.

 

A missão continua

Após a abertura do Web Summit 2019 na noite desta segunda, a missão do programa StartupSC continua pela cidade de Lisboa. Os próximos dias estarão dedicados aos conteúdos da conferência, além do espaço de exposição de startups, em que dez empresas que passaram pelo programa StartupSC, foram selecionadas – Conpass, Mobiliza, Coleção.moda, Wifeed, Prevision, Reviewr, Smart Tour, Paytrack e Moblee, além da Tiflux. Várias outras empresas catarinenses participam com estandes no evento, e também da conferência, que conta com dezenas de trilhas de conteúdo. Estimam-se que mais de 3500 brasileiros estejam inscritos no evento, que reúne cerca de 100 mil participantes em quatro dias de evento. 

Na noite de quarta-feira (6), o grupo participa do evento de pré-lançamento do Startup Summit 2020, na sede da Beta-i, e também do festival Floripa Conecta, que acontece em agosto do próximo ano na capital catarinense. 

O último dia da missão em Portugal, na sexta-feira, será dedicado a visitas técnicas à Invest Lisboa, Startup Lisboa, IAPMI e ao Hub Criativo Beato.

 

Sobre o Startup SC

A iniciativa Startup SC é idealizada pelo Sebrae/SC com o objetivo de fomentar o empreendedorismo e a inovação no estado de Santa Catarina. Por meio de eventos, como o Startup Summit, missões internacionais com empreendedores catarinenses e do programa de capacitação Startup SC, o projeto incentiva o ecossistema de tecnologia. Em 2018, mais de 6 mil pessoas foram impactadas durante os eventos. As duas turmas de capacitação impactaram 30 startups e 110 empreendedores.