PREMIAÇÃO

Cachaças catarinenses são premiadas no concurso mundial de bebidas destiladas

Com o apoio do Sebrae/SC, em parceria com a ACAPACQ, destilarias catarinenses conquistaram prêmios no Concurso Spirits Selection

Destilarias de Santa Catarina têm conquistado cada vez mais espaço no mercado mundial. Prova disso são as cachaças catarinenses que venceram o Concurso Mundial de Bruxelas - Spiritis Selection, maior concurso de bebidas destiladas do mundo. Referências em qualidade, dez pequenos produtores de cachaça apoiados pelo Sebrae/SC, em parceria com a Associação Catarinense de Produtores de Cachaça e Aguardente de Qualidade (ACAPACQ), conquistaram prêmios nas categorias Prata, Ouro e Grand Ouro.

De Santa Catarina, foram enviados 26 rótulos, com a participação de 13 alambiques. Dos 44 rótulos premiados no concurso, 12 são catarinenses e contam com apoio do Sebrae/SC, por meio de consultorias técnicas e o fomento à participação em concursos.

Segundo o presidente da ACAPACQ, Leandro Batista de Melo Silveira, a premiação é reconhecimento de um trabalho que vem sendo feito há algumas dezenas de anos. “Quando se fala em qualidade, Santa Catarina mostrou que é um estado de referência para todo o mundo”, afirma.

Atualmente, a entidade representa 20 produtores do Estado, e em parceria com o Sebrae/SC, atuam de diversas formas, apoiando os associados com a melhoria de seus produtos e buscando parceiros para que todos se desenvolvam. “Essa parceria está sendo fundamental no desenvolvimento do setor em Santa Catarina, porque sozinhos não conseguimos chegar a lugar nenhum. A nossa parceria é sobre valorizar a cachaça catarinense, e o Sebrae/SC cria valor para o setor, possibilita tudo o que sempre sonhamos”, declara Leandro.

A Cachaça do Conde, localizada na cidade de Orleans, está entre as duas destilarias catarinenses que conquistaram a categoria máxima. Segundo o proprietário, Henrique Perin Orben, esse é o terceiro prêmio que já recebeu, resultado do trabalho de qualidade que vem sendo realizado há cerca de 7 anos.

Henrique apostou na cachaça envelhecida em madeira de Amburana para o concurso, uma das suas preferidas. “É uma das que eu mais recomendo, não tem erro. Acredito que vencemos porque sempre nos dedicamos diariamente, desde a cana até o processo de armazenamento. Essa premiação também é fruto do apoio do Sebrae/SC, porque sozinhos não conseguiríamos chegar lá. É um reconhecimento pelo nosso trabalho e valoriza muito a nossa venda”, afirma.

Reconhecidas neste concurso, um dos mais importantes do mundo, os produtores catarinenses certificam aos clientes que possuem um produto de excelente qualidade

A cachaçaria Cafundó da Serra, localizada em Lauro Muller, conquistou dois prêmios  no concurso, nas categorias Grand Ouro e Ouro, concorrendo com as cachaças prata e a ouro envelhecida em barril de carvalho francês. Apesar de colecionar seis premiações em sua trajetória, a premiação em Bruxelas foi inesperada para o proprietário Tarcísio Goudinho. “Foi a maior surpresa, nunca imaginamos que chegaríamos a esse ponto, nunca nos passou nem pela cabeça, estamos emocionados. Essa premiação vai ficar marcada para o resto da vida”, relata.

Tarcísio acompanhou a orientação do Sebrae/SC com a ACAPACQ para participar do concurso. “Fomos seguindo as dicas que eles passaram e caminhando em conjunto. Se não fosse o incentivo deles, eu não teria interesse de me manifestar em ir para Bruxelas. Foi um auxílio muito significativo “, afirma.

De acordo com Luc Pinheiro, diretor técnico do Sebrae/SC, esse concurso traz uma visibilidade enorme para o Estado, para os produtores e para o segmento. “Uma premiação nesse evento reconhece o trabalho e o esforço do empreendedor e mostra para o mercado que Santa Catarina tem cachaças e aguardentes de muita qualidade. Trabalhamos o desenvolvimento da cachaça produtiva, e essa participação valoriza a tendência do mercado de cachaça. Mesmo nesse momento de pandemia, em parceria com a ACAPACQ, conseguimos apoiar a ida deles ao concurso e agora em novembro participaremos do principal concurso nacional de cachaças, o Expocachaça. Além disso, estamos paralelamente construindo com os empresários o branding estadual do produto e finalizando uma pesquisa de mercado nacional, que está ouvindo mais de 1600 consumidores e diversos pontos de vendas em várias capitais, subsidiando com informações de qualidade as estratégias para gerarmos mais negócios aos alambiques artesanais catarinenses. Soma-se a isso o processo de construção da Indicação Geográfica da cachaça e aguardente de Luiz Alves, em parceria com a associação local do segmento e a Prefeitura do município”, conclui.

 

Confira a lista completa das cachaças catarinenses premiadas

 

Grand Ouro

Cachaça do Conde (Orleans)

Cafundó da Serra (Lauro Muller)

 

Ouro

Destilaria Rech (Luiz Alves)

Pinoco’s Cachaça (Gaspar)

Engenho Borghezan (Grão-Pará)

Cafundó da Serra (Lauro Muller)

Cachaçaria Moendão (Gaspar)

Cachaça Bylaardt (Luiz Alves)

 

Prata

Xanadu Bebidas Premium (Blumenau)

Pinoco's Cachaça (Gaspar)

Cachaça Imigrante (Pedras Grandes)

Cachaça Refazenda (Xanxerê)